Tag Archives: Tragédia

Filho de Vereador de Santaluz morre após bater em carreta na BR 242

FOTO: Barreiras Noticias.

FOTO: Barreiras Noticias.

Morreram no final da tarde de ontem (25), por volta das 17h50, João Pereira dos Santos Junior de 34 anos e José Ricardo Gomes de 39 anos.

As vitimas trafegavam na BR-242, com o veículo Ford Focus preto, placa NYS 8435 licença de Luis Eduardo Magalhães, quando colidiram frontalmente com uma carreta rodotrem em uma curva próxima ao posto Cerradão, entre Luis Eduardo Magalhães e Barreiras.

Com o impacto da batida, as vitimas ficaram presas às ferragens e morreram no local. Equipes do Corpo de Bombeiros de Barreiras e Policia Rodoviária Federal e do SAMU estiveram no local do acidente.

João Pereira dos Santos Junior (Junior), como era conhecido pelos amigos aqui em Santaluz, é filho do Vereador João Pereira dos Santos (DIDA) PMDB. Ele residia na região de Barreiras, onde trabalhava como contador.

Com informações do Site Barreiras Noticias. Redação: Edisvânio Nascimento.

França acha caixa-preta de voo que caiu na África; não há sobreviventes

O presidente da França, François Hollande, disse nesta sexta-feira que uma das caixas-pretas do voo da Air Algerie que caiu na quinta-feira no Mali (norte da África) foi recuperada.

Soldados franceses chegaram ao local dos destroços na sexta-feira e deram início às investigações Foto: AFP

Hollande disse que o artefato com as gfravações do voo, que podem esclarecer a causa da tragédia, foi achado depois que tropas francesas acessaram o local da queda, próximo à fronteira com Burkina Faso.

Hollande também confirmou que nenhum dos 116 passageiros – entre eles 54 franceses (alguns deles com dupla cidadania).

Controladores de tráfego aéreo perderam contato com o avião depois que os pilotos alertaram sobre uma grande tempestade.

A aeronave havia sido fretada da companhia espanhola Swiftair. Viajava da capital de Burkina Faso, Ougadougou, para Argel, capital da Argélia.

O ministro do interior francês, Bernard Cazeneuve, disse à rádio RTL que “a aeronave foi destruída no momento da queda”.

Argélia perde contato com avião da Air Algerie

Voo ia de Ouagadougou, capital do Burkina Faso, a Argel, com 116 pessoas a bordo

Foto reprodução: O globo.

Foto reprodução: oglobo.globo.com

As autoridades de aviação da Argélia confirmaram que um avião da companhia nacional Algerie Air caiu há algumas horas no meio deserto africano. A aeronave viajava de Ouagadougou, capital do Burkina Faso, a Argel, capital argelina, e desapareceu 50 minutos após a decolagem quando sobrevoava o norte do Mali. O voo AH 5017 levava 110 passageiros e seis tripulantes a bordo, segundo as autoridades, e estava originalmente programado para pousar às 5h10 (2h10 no horário de Brasília). Dois caças franceses buscam restos da aeronave entre as cidades de Tessalit e Gao, no Mali.
A aeronave foi fretada pela companhia aérea espanhola Swiftair. Em um comunicado, a Swiftair disse que o avião era um McDonnell Douglas MD-83. A empresa afirmou ainda não ter conhecimento das razões pelas quais o sinal do voo desapareceu. Algumas fontes citam as más condições climáticas.

Foto ilustração: oglobo.globo.com

Foto ilustração: oglobo.globo.com

Fontes do Sindicato Espanhol de Pilotos de Linhas Aéreas (Sepla) confirmaram que a tripulação da aeronave é espanhola: dois pilotos e quatro tripulantes de cabine.

O ministro dos Transportes francês, Frederic Cuvillier, declarou que se acredita que muitos cidadãos franceses estavam a bordo da aeronave. Segundo ele, autoridades da aviação civil francesa realizam uma reunião de emergência no momento e uma equipe de crise foi criada para verificar as informações.

O jornal argelino “El-Nahar” informou que também havia cidadãos da Argélia a bordo. O voo AH 5017 faz a rota Ouagadougou- Argel quatro vezes por semana, segundo a agência de notícias AFP.

MÁ VISIBILIDADE

Corpos das vítimas da queda do avião chegam a Kharkiv

Donetsk – O comboio refrigerado com os corpos das vítimas do avião da Malaysia Airlines, que caiu no último dia 17 em território ucraniano, chegou hoje (22) à cidade de Kharkiv, no Leste do país.

Corpos de vítimas do avião da Malaysia Airlines que caiu no leste da Ucrânia

O comboio, acompanhado por 16 representantes da Holanda, da Malásia e da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (Osce), saiu esta madrugada de Donetsk, cidade sob o poder dos rebeldes pró-russos, transportando corpos dos 289 ocupantes do avião.

Após a chegada na manhã desta terça-feira à estação de Jarkov-Balashovski, a locomotiva será trocada e os vagões levados para um espaço na fábrica Mályshev, de onde os corpos serão acomodados em contêineres enviados especialmente da Holanda.

A locomotiva partiu na noite de ontem (21) de Torez, na região de Donetsk, perto de onde caiu o Boeing 777 malaio, mas teve de esperar várias horas até que os insurgentes pró-russos entregassem as duas caixas-pretas do avião a um representante da Malásia.

“Não viemos para culpar ninguém. As duas caixas são propriedade da Malásia. À primeira vista, conseguimos perceber que as caixas estão intactas”, disse o chefe da delegação da Malásia, um coronel do Conselho de Segurança Nacional do país.

O primeiro-ministro da autoproclamada República Popular de Donetsk, Alexandr Borodái, entregou as caixas-pretas aos responsáveis malaios durante uma cerimônia oficial realizada na sede do governo separatista, em que documentos oficiais foram assinados por ambas as partes. As caixas, que tem coloração alaranjada, foram expostas sobre a mesa e entregues à comitiva da Malásia.

“Agora temos três tarefas: a repatriação dos corpos, o transporte das caixas-pretas e a devolução dos objetos pessoais das vítimas”, afirmou o representante malaio.

Informações Agencia Brasil.

Queda de avião: Conselho de Segurança da ONU pede investigação internacional

Foto: Ultimo Segundo

O Conselho de Segurança das Nações Unidas pediu hoje (18) uma “investigação internacional completa, minuciosa e independente” sobre o avião da Malaysia Airlines que se caiu na Ucrânia, ontem (17), matando 298 pessoas.

Numa declaração unânime, os 15 países-membros do Conselho também sublinharam “a necessidade de todas as partes acordarem o acesso imediato ao local do acidente aos investigadores para determinar as razões do incidente”. Eles pedem que a investigação seja conduzida “segundo as regras da aviação civil internacional, para determinar de maneira apropriada” os responsáveis.

O Conselho manifestou as “mais sinceras condolências aos parentes das vítimas, assim como aos povos e aos governos de todos aqueles que morreram na queda” do avião da companhia malaia.

No início da reunião de urgência do Conselho de Segurança, os embaixadores dos países-membros também fizeram um minuto de silêncio em homenagem às vítimas.

O avião da Malaysia Airlines, com 298 pessoas a bordo, fazia a ligação entre Amsterdã e Kuala Lumpur, tendo desaparecido dos radares da Ucrânia a uma altitude de 10 mil metros.

O Boeing 777 perdeu a comunicação com terra na região oriental de Donetsk, perto da cidade de Shaktarsk, palco de combates entre forças governamentais ucranianas e rebeldes pró-russos.

Os serviços secretos norte-americanos disseram “acreditar fortemente” que o avião foi abatido por um míssil, de origem ainda desconhecida.

Informações Agencia Brasil